Publicidade

Neste domingo, 23 de Setembro a equipe feminina da SERC Brasil viajou até a cidade de Estrela para a 9º rodada do Campeonato Gaúcho 2018, onde enfrentou a boa equipe da Associação Estrela.

As dificuldades rubro-verdes já começaram antes mesmo da bola rolar, ao chegar no local designado pela FGF para a realização da partida, o Estádio do Aimoré de Linha Delfina, estava sendo realizada outra partida, pelas categorias de base da equipe local, dessa forma, as equipes que realizariam a partida do Gauchão tiveram que aguardar o final desta partida para conseguir acesso aos seus vestiários.

As condições climáticas não eram boas, bem como o gramado do local, onde marcações se destacavam por valor abertos. A situação foi levantada pela direção Rubro-verde junto a equipe de arbitragem, comandada pelo árbitro Edmilson Fernando da Luz Santos, que realizou uma longa avaliação no local, e mediante alguns retoques de marcação no gramado, autorizou a realização da partida, colocando em risco a integridade física das equipes.

Com a bola rolando, um duelo equilibrado e de muita marcação até os 20 minutos de jogo, quando em uma enfiada de bola a atleta do Estrela entra cara a cara com a goleira Karol, que havia salvado o Brasil no lance anterior, e bate no canto colocando as anfitriãs em vantagem.

Em seguida após um ataque do Brasil, a goleira do Estrela mesmo com a reposição de bola a seu favor cometeu falta em Fran dentro da área, pênalti para o Brasil, que a própria Fran cobrou e desperdiçou, batendo sobre o gol.

Mesmo com a oportunidade perdida o Rubro-verde não se abateu e seguiu em busca do gol de empate, que veio com Pati em bela cobrança de falta. Foi também de falta no final do primeiro tempo que o Estrela passou a frente novamente, com a bola entrando no canto da goleira Karol.

A partir daí o que já estava em condições precárias, ficou impraticável, com a tempestade que caiu no Vale do Taquari, o gramado passou e ser um enorme depósito de lama e água. Mesmo assim, a arbitragem não paralisou a partida, colocando em risco novamente todos os envolvidos.

A sequencia da partida foi somente de manter-se em pé na lama e com raras exceções nas bolas paradas, e foi esse quesito que a equipe do Estrela aproveitou muito bem, em duas cobranças de falta e um escanteio, que contou com falha da goleira Karol, deixando o placar em um elástico 5X1.

Mesmo com o placar já definido e a regra permitindo ao árbitro encerrar a partida, coube as capitãs das equipes propor o encerramento do jogo aos 41 minutos da 2º etapa.

O técnico Fernando Varani lamentou as condições encontradas para a prática do futebol, enfatizou que os treinamentos da semana foram focados em jogadas rápidas pelos flancos, o que ficou impossível de ser colocado em prática. Também ressaltou o mérito do adversário que soube aproveitar a situação e fazer bom uso da bola parada.

A SERC Brasil volta a campo no próximo domingo, 30/09 na cidade de Ijuí diante do E.C. Ijuí, que divide a 3º colocação na chave com a equipe farroupilhense, estando a frente pelo saldo de gols.

Foto:Divulgação | Fonte: Assessoria de Comunicação Serc Brasil

Publicidade