Publicidade

Com políticas públicas voltadas ao empreendedor, Farroupilha conseguiu reduzir a burocracia, agilizar processos, oferecer ferramentas para o crescimento de negócios e capacitar empresários.

A Prefeitura de Farroupilha trabalha para fomentar o crescimento econômico da cidade. Através de diversas iniciativas, como a implantação do Programa Inova Farroupilha, a adesão a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim) e a criação da Sala do Empreendedor, o poder público deu espaço aos novos empreendedores com menos burocracia.

Entre as mudanças mais significativas está a desvinculação da liberação do alvará do Habite-se (documento que autoriza o uso de qualquer edificação).  Hoje, quem quer abrir um negócio em uma residência que ainda não possui essa autorização, pode fazê-lo. Além disso, os empreendedores têm encontrado facilidade para entrar com o processo e obter as informações em um único lugar na Prefeitura.A implantação da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (REDESIM), em dezembro de 2015, também é responsável pelos avanços. Através de um sistema único de entrada de dados, o empresário pode solicitar a abertura, alteração ou baixa de sua empresa sem precisar percorrer todos os órgãos interessados e apresentar muitas vezes a mesma documentação repetidas vezes.

Alvará Rápido

Uma dos principais resultados de todas as mudanças foi a diminuição do tempo de espera por um alvará, que era de 400 dias. Na época, eram exigidos do empreendedor mais de vinte diferentes documentos, em um fluxo moroso e complexo. Agora, o número de papeis diminuiu drasticamente, a duplicidade de pedidos foi eliminada e o fluxo simplificado. “Depois de toda a documentação entregue na Sala do Empreendedor, 95% dos pedidos de alvarás levam menos de 24 horas para serem liberados”, diz o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Roque Severgnini.

Cristian Poletto, empresário natural de Porto Alegre escolheu Farroupilha para abrir um posto de combustíveis e se surpreendeu com a agilidade do processo. “No momento que eu cheguei aqui, os contadores deram a entrada com os papeis e até me surpreendi, porque foi rápido até demais”, relata.

Gabriel Tavares, presidente da Rede Sim, conta que os processos implantados fizeram com que Farroupilha se tornasse exemplo para outras cidades do Brasil. “Foi um esforço tão interessante, tão produtivo, teve um resultado tão impactante que recebemos cerca de quarenta cidades do Brasil todo durante os últimos anos para conhecerem os nossos modelos”, diz.

Para Fabiana Trois, proprietária de duas lojas de utilidades no município, ao registrar a empresa de maneira quase imediata, o empresário já pode recuperar seu investimento, além de gerar emprego e renda na cidade. “Quando a gente decide abrir um comércio é uma corrida contra o tempo, porque a partir do momento que você pega a chave do imóvel você já está pagando aluguel então, ter esse alvará em mãos o quanto antes é de extrema importância. Além do mais, o alvará permite que a gente já possa começar fazer compras em nome da empresa e providenciar o resto de toda a documentação”, ressalta.

“Eu levei todos os papeis que precisava e me disseram que em 24 horas estaria tudo pronto. E realmente em 24 horas eu recebi o alvará. Fiquei surpresa, porque eu imaginei que demorava bem mais tempo. E para nós ajudou muito, porque a gente precisava do para poder trabalhar sossegado, com tudo em dia”, comemora Tatiane Dal Prá, proprietária de uma fábrica de moveis sob medida.

Oficinas de Capacitação

Depois de estar regularizado, é importante também que o empresário saiba administrar, planejar e inovar constantemente. Através de parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Secretaria oferece a microempreendedores individuais (MEIs), oficinas direcionadas como o SEI Empreender, o SEI planejar e as Consultorias.  

O professor de música Calebe Coelho participou dos cursos e aprovou especialmente a troca de experiências durante as aulas, que resultaram em melhorias na sua escola. “O pessoal tirou suas dúvidas, falou sobre situações que acontecem na rotina, me deram dicas, foi uma interação muito legal. A partir daquele dia, imediatamente eu já comecei a pensar em como eu poderia melhorar no meu trabalho. Inclusive, uma das ideias que obtive lá foi oferecer para meus clientes a maquininha de cartão, que facilita muito o pagamento. Para mim foi muito importante, eu espero que continue e espero poder participar mais”, ressalta. 

Jeremias Michel, que instala ares-condicionados, conta que o aprendizado que obteve no curso SEI Planejar já está fazendo a diferença no seu trabalho. “Foi muito importante para repassar algumas coisas e aprender outras, como o planejamento na minha empresa, o marketing, a importância de planejamento, procurando melhorar tanto o serviço que a gente presta como o atendimento às pessoas. Aos poucos estou colocando tudo que aprendi em prática, planejando serviço, qualidade, custos e marketing”, enfatiza.

Já Mari Eliana da Silva Provensi, proprietária de uma padaria no bairro Monte Pasqual recebeu uma consultoria especializada do Sebrae. O treinamento abordou desde o projeto visual do estabelecimento até novas receitas de doces e salgados. Agora, Mari pensa até em mudar de endereço para aumentar a clientela. “Eu aprendi a fazer um ambiente mais agradável para receber o público e gostei muito que eles conseguem trabalhar nas condições financeiras que a gente tem. Estou com o projeto da arquiteta guardado e pretendo abrir a confeitaria em outro lugar. Foi uma ótima experiência, pela primeira vez eu tive uma chance dessas, a Prefeitura deu uma ótima oportunidade de aprendizado”, finaliza.

Claiton Gonçalves, prefeito de Farroupilha acredita na inovação. Para ele, o poder público, além de acompanhar as mudanças proporcionadas pela era digital, deve proporcionar novas soluções que auxiliem no crescimento dos municípios e consequentemente do país. “Quando acordamos estamos pensando quais os caminhos que precisamos trilhar para andarmos juntos de um mercado que cresce, um mercado que se reinventa, que está cada vez mais ágil e tenho certeza que estamos no caminho certo. Não podemos reinventar o Brasil se não reinventarmos o município que é onde tudo acontece”.

Empreendedor Digital

 Com o acesso cada vez mais facilitado à internet, os empreendimentos que estão na rede podem ser facilmente localizados, além de atingirem um número muito maior de pessoas, se comparado aos meios tradicionais de divulgação. Outras vantagens importantes são as negociações dinâmicas e diretas, que ampliam a chance de obter novos clientes. Portanto, figurar nas listas de resultados de buscas online, bem como em redes sociais, se firmam como importantes diferenciais na comercialização de produtos e serviços.

Diante dessa realidade, a Secretaria percebeu que era possível ajudar nesse processo, incluindo empreendedores na rede, os ajudando a crescer e, consequentemente, contribuindo para o desenvolvimento do município sem investimentos diretos de recursos públicos. Assim, em julho de 2017, nascia o Programa Empreendedor Digital. A proposta é criar sites e páginas em redes sociais gratuitamente para os pequenos empresários.

Maria de Lourdes Pereira Maciel foi uma das beneficiadas. Ela é proprietária de salão de beleza há 14 anos e nunca tinha divulgado seu trabalho na internet. “Eu não divulgava nada, não fotogravava, nada. Agora, todo o trabalho que eu termino eu tiro uma foto e já publico. Foi muito importante para mim porque eu não teria ninguém que soubesse fazer a página e me ensinasse a mexer. Com essa divulgação, a procura se tornou muito mais interessante”, conta ela animada.

No ano passado, o trabalho de Farroupilha chamou atenção da Rede Cidade Digital, iniciativa que fomenta o uso da tecnologia no setor público em diversos estados do Brasil. O município recebeu título Projeto Inovador 2017, durante o 1º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais, realizado em Bento Gonçalves. O prêmio reconhece as cidades que incluem tecnologia de forma estratégica em seus planejamentos, buscando técnicas ou ferramentas que ainda não eram utilizadas e que geram resultados positivos para a gestão pública e para os cidadãos. 

Fotos: Adroir da Silva | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade