Publicidade

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza, estratégia do Ministério da Saúde para diminuir o impacto da gripe em todo o país, ocorre até dia 1º de junho.

A vacina estará disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde do município, mas somente para os grupos de risco de complicações da doença. A escolha desses grupos se deve ao fato de eles serem mais vulneráveis aos efeitos da gripe e sofrerem mais com seus sintomas e desdobramentos. Além disso, parte desse pessoal possui contato diário com outras pessoas infectadas, o que aumenta o risco de transmissão. A meta é atingir 90% do público alvo.

Foram vacinados até o momento em Farroupilha:

– Idosos: 5.099 (72,73%)

– Gestantes: 264 (43,42%)

– Puérperas: 60 (60%)

– Trabalhadores de Saúde: 843 (69,44%)

– Professores: 404 (57,71%)

– Crianças: 1.270 (37,79%)

– Indígenas: 44 (56%)

– Portadores de Doenças Crônicas: 2.213

 

Portadores de Doenças Crônica: estes grupos deverão comparecer ao posto de saúde, no momento da vacinação, munidos de receita médica com CID.

Categoria de risco clínico

Indicações

Doença respiratória crônica

Asma em uso de corticóides inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave)

DPOC

Bronquioectasia

Fibrose Cística

Doenças Intersticiais do pulmão

Displasia broncopulmonar

Hipertensão Arterial Pulmonar

Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade

Doença cardíaca crônica

Doença cardíaca congênita

Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade

Doença cardíaca isquêmica

Insuficiência cardíaca

Doença renal crônica

Doença renal os estágios 3, 4 e 5

Síndrome nefrótica

Paciente em diálise

Doença hepática crônica

Atresia biliar

Hepatites crônicas

Cirrose

Doença neurológica crônica

Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica

Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares

Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular

Deficiência neurológica grave

Diabetes

Diabetes Mellitus tipo I e II em uso de medicamentos

Imunossupressão

Imunodeficiência congênita ou adquirida

Imunossupressão por doenças ou medicamentos

Obesos

Obesidade grau III

Transplantados

Órgãos sólidos

Medula óssea

Portadores de trissomias

Síndrome de Down

Síndrome de Klinefelter

 Síndrome de Wakany, dentre outras trissomias

 

A gripe é uma doença séria, que mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com um recente levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de causar aqueles sintomas clássicos — febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo —, ela está por trás de complicações como pneumonia e infarto.

Causada por mais de um tipo de vírus, classificados como A e B, a influenza tem diversos subtipos. Os subtipos A que mais frequentemente infectam humanos são H1N1 e H3N2, ambos com casos já notificados este ano no Brasil. Os subtipos B, por sua vez, são classificados como de linhagem Victoria e Yamagata. Em 2018, os tipos de vírus incluídos em nossa campanha são o H1N1, o H3N2 e o influenza do tipo B Yamagata.

Contraindicações

Geralmente, a vacina não costuma dar reações. Em casos raros, a pessoa pode experimentar uma pequena alergia na pele, no local da aplicação. Não caia naquela ladainha de que o imunizante provoca gripe: como ele é feito com o vírus inativado, não há nenhum risco de ele causar qualquer chateação.

Mas e aquelas histórias de gente que tomou a picada e logo depois começou a espirrar e precisou ficar de cama? Há duas explicações. Em primeiro lugar, o sistema imune demora alguns dias para contrapor a influenza — e pode ser que o sujeito tenha entrado em contato com o vírus no ambiente nesse meio tempo.

Segundo, a eficácia da vacina contra a influenza chega ao máximo em 70%. Sim, há poucos casos em que ela não surte efeito. Mesmo assim, é importante porque ajuda a evitar muitas das complicações pós-gripe, como a pneumonia.

O imunizante só está proibido mesmo para quem tem alergia severa ao ovo (ele é fabricado dentro da casca e se replica a partir da gema e da clara). Mas essa é uma condição bem incomum.

Foto: Adroir da Silva | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Prefeitura de Farroupilha

Publicidade